"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

OBJETIVA: (494281 votos)..........95.68% das questões objetivas receberam votos.
Um paciente masculino de 45 anos apresenta linfonodomegalia da região supraclavicular esquerda, de consistência endurecida e medindo cerca de 3 cm de diâmetro. Mesmo após a anamnese dirigida, o paciente revelava-se assintomático. A biópsia do linfonodo mostrou infiltrado linfocitário, com células de Reed-Sternberg. Após este resultado, foi submetido à radiografia de tórax, TC de tórax e abdome, além de um aspirado de medula óssea. A TC de tórax apresentou linfonodomegalia paratraqueal direita, em janela para-aórtica e hilar bilateral. A TC de abdome revelou aumento do baço, com múltiplos nódulos e linfonodomegalia para-aórtica e em cadeia mesentérica e celíaca. O mielograma foi normal. O tipo histológico mais provável do tumor e o estadiamento são, respectivamente:
A. Celularidade mista, estágio IIIA
B. Celularidade mista, estágio IV
C. Esclerose nodular, estágio IIIA
D. Esclerose nodular, estágio IIA
E. Depleção linfocitária, estágio IV

  RATING: 2.84

Um paciente masculino de 45 anos apresenta linfonodomegalia da região supraclavicular esquerda, de consistência endurecida e medindo cerca de 3 cm de diâmetro. Mesmo após a anamnese dirigida, o paciente revelava-se assintomático. A biópsia do linfonodo mostrou infiltrado linfocitário, com células de Reed-Sternberg. Após este resultado, foi submetido à radiografia de tórax, TC de tórax e abdome, além de um aspirado de medula óssea. A TC de tórax apresentou linfonodomegalia paratraqueal direita, em janela para-aórtica e hilar bilateral. A TC de abdome revelou aumento do baço, com múltiplos nódulos e linfonodomegalia para-aórtica e em cadeia mesentérica e celíaca. O mielograma foi normal. O tipo histológico mais provável do tumor e o estadiamento são, respectivamente:

A. Celularidade mista, estágio IIIA
CORRETO: Antes de responder a questão, aprenda dois conceitos importantes (se já não souber...): 1- Linfonodomegalia supraclavicular = neoplasia 2- Células de Reed-Sternberg = linfoma de Hodgkin.
O linfoma de Hodgkin é um dos mais importantes linfomas da prática médica, acometendo geralmente mulheres jovens, entre 20-35 anos, e homens de meia idade ou mais velhos, acima de 50 anos. Este linfoma possui quatro subtipos histológicos, sendo os dois mais importantes e comuns a esclerose nodular (subtipo mais comum nas mulheres jovens) e a celularidade mista (subtipo mais comum nos homens).
O subtipo celularidade mista possui um prognóstico pior que o subtipo esclerose nodular: além de acometer indivíduos mais velhos, geralmente está associado a sintomas constitucionais e febre (sintomas “B”) e a um estadiamento mais avançado do linfoma. O estadiamento de Ann-Harbor (de 1974), modificado em simpósio na cidade de Cotswolds (em 1988) é um dos mais importantes e fáceis estadiamentos de câncer pedidos em prova de Residência Médica. Observe uma tabela resumida do estadiamento do linfoma de Hodgkin (Ann-Harbor-Cotswolds):
Estadiamento simplificado do linfoma de Hodgkin.
Estágio I: acomete apenas uma cadeia linfonodal
Estágio II: acomete duas ou mais cadeias, mas apenas de um lado do diafragma (acima ou abaixo)
Estágio III: acomete cadeias em ambos os lados do diafragma (acima e abaixo)
Estágio IV: acomete a medula óssea, o fígado ou outros órgãos à distância (exceção: o baço, pois este órgão é considerado um linfonodo a título de estadiamento de linfoma)
Sufixo A: sem sintomas “B”
Sufixo B: com sintomas “B”: febre, ou emagrecimento, ou sudorese
O paciente do enunciado é um homem de 45 anos. O subtipo mais provável é o celularidade mista.
Analisando a tabela do estadiamento, você percebe que ele possui acometimento de cadeias linfonodais acima (cervical, mediastinais) e abaixo (para-aórticos, mesentéricos, celíacos) do diafragma.
Não apresenta, entretanto, disseminação para a medula óssea ou órgãos à distância. Também não relata sintomas “B”. O seu linfoma é à princípio estágio IIIA.

B. Celularidade mista, estágio IV
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
C. Esclerose nodular, estágio IIIA
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
D. Esclerose nodular, estágio IIA
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
E. Depleção linfocitária, estágio IV
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A

Gabarito:  A

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.84)
DISCURSIVA: (97278 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
Mecanismos balanceados são necessários para manter a síntese de Hb e, dessa forma, manter o éritron capaz de responder em harmonia, dentro dos limites de resposta adequada a uma variedade de situações fisiológicas e patológicas, em que o objetivo maior é o fornecimento adequado de O2 a órgãos e sistemas.
Enumeram os fatores estimuladores e inibidores da eritropoese.

RATING: 3.05

Mecanismos balanceados são necessários para manter a síntese de Hb e, dessa forma, manter o éritron capaz de responder em harmonia, dentro dos limites de resposta adequada a uma variedade de situações fisiológicas e patológicas, em que o objetivo maior é o fornecimento adequado de O2 a órgãos e sistemas.
Enumeram os fatores estimuladores e inibidores da eritropoese.

1) Fatores estimuladores

- Eritropoetina (0,03 p)
- Vitamina B12 (Cianocobalamina) (0,03 p)
- Folatos (0,03 p)
- Hormônios andrógenos e tireoidianos - Hormônio masculino: (justifica homens ter maior número de Hm) (0,03 p)
- Hipóxia (0,03 p)
- infecções (0,03 p)
- alergias (0,03 p)
- parasitoses (0,03 p)
- Perdas sanguíneas e deficiência de ferro (0,03 p)
- antígenos estranhos como vírus: LT, LB, NK (0,03 p)
- infecções (0,03 p)
- inflamações (0,03 p)

2) Fatores inibidores:

- delta-interferon (0,03 p)
- fator de necrose tumoral (0,03 p)
- fatores transformadores do crescimento (beta-TG)(0,03 p)

FONTE:
SITE MISODOR - SERIE VERMELHA

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.05)

CASO CLINICO: (103496 votos)..........99.33% dos casos clinicos receberam votos.
Paciente do sexo masculino com 38 anos de idade refere dor epigástrica em queimação há 3 semanas, com piora associada a alimentação. Nega disfagia,vômitos e outros sintomas associados. Sem antecedentes patológicos dignos de nota não faz uso de nenhuma medicação.
Exame Físico: B. E. G., corado, hidratado, anictérico, acianótico.
PA: 120/70 mmHg; FC: 80 b.p.m; Ap. Resp.: MV+, sem RA, Ap CV: 2BRNF, sem sopros.
Abdominal: Plano, flácido, dor discreta á palpação de epigástrio, descompressão brusca negativa, sem visceromegalias e massas palpáveis.
1) Qual é o diagnóstico do paciente? (0,25 pontos)
2) Qual é a conduta mais adequada inicialmente? (0,25 pontos)



RATING: 2.98

1) Qual é o diagnóstico do paciente?
Síndrome dispéptica ou dispepsia. (0,25 p)
Discussão: Paciente com sintoma dispéptico de epigastralgia em queimação,sem apresentar sinais de alarme como disfagia, icterícia, sangramento, anemia, alterações de exame físico sugestivos de doença maligna, que indicariam a realização de endoscopia digestiva alta, apresenta ainda idade menor que 50 anos de idade que seria outra indicação da realização do procedimento. O paciente pode apresentar diagnóstico de doença ulcerosa péptica com estes sintomas, mas sem apresentar sinais de alarme pode ser manejado de forma conservadora neste momento.
2) Qual é a conduta mais adequada inicialmente? (0,25 p)
Sugerir modificações de hábitos e introduzir bloqueador H2 para tratamento da dispepsia.
Discussão: Paciente sem sinais de alarme não tendo indicação de realizar endoscopia digestiva alta, podemos orientar modificações de hábitos de vida como diminuição de ingesta de álcool e café e procurar observar quais alimentos desencadeiam com maior freqüência estes sintomas.
Os bloqueadores H2como a ranitidina podem ser usados em doses de 150 mg, 2 vezes ao dia por 2-4 semanas. O uso de bloqueadores de bomba de prótons é uma opção, embora não tenha sido demonstrado sua superioridade em relação aos bloqueadores H2 e por seu maior custo não deve ser utilizado.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.98)

 

1450 USUARIOS INSCRITOS

296 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

726 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
8564 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

2091 DE CLINICA, 3763 DE PEDIATRIA, 1358 DE CIRURGIA, 364 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 738 DE SAUDE PUBLICA
124 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 150 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2021.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.