"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

OBJETIVA: (494269 votos)..........95.69% das questões objetivas receberam votos.
Um lactente de seis meses de idade apresenta dificuldade em ganhar peso. Seus pais já mudaram por três vezes a dieta láctea formulada, sem sucesso. Seu exame clínico revela uma criança pálida, magra com pouca gordura subcutânea e fontanela anterior abaulada. Os resultados dos exames laboratoriais são significativos para anemia hemolítica e tempo de sangria prolongado. Qual será o próximo passo?
A. Coletar urina para avaliação de pH e eletrólitos
B. Aferir os níveis séricos do fator IX de coagulação
C. Aferir a imunoglobulina sérica
D. Obter uma concentração de cloreto no suor
E. Realizar eletroforese da hemoglobina

  RATING: 3.19

Um lactente de seis meses de idade apresenta dificuldade em ganhar peso. Seus pais já mudaram por três vezes a dieta láctea formulada, sem sucesso. Seu exame clínico revela uma criança pálida, magra com pouca gordura subcutânea e fontanela anterior abaulada. Os resultados dos exames laboratoriais são significativos para anemia hemolítica e tempo de sangria prolongado. Qual será o próximo passo?

A. Coletar urina para avaliação de pH e eletrólitos
INCORRETO: veja a resposta da alternativa D
B. Aferir os níveis séricos do fator IX de coagulação
INCORRETO : veja a resposta da alternativa D
C. Aferir a imunoglobulina sérica
INCORRETO : veja a resposta da alternativa D
D. Obter uma concentração de cloreto no suor
CORRETO : O paciente aparenta retardo do crescimento, com deficiências em vitamina K (problemas hemorrágicos), em vitamina A (fontanela abaulada) e em vitamina E (anemia hemolítica). A fibrose cística (associada à absorção deficiente da vitamina) explicaria essa condição.
E. Realizar eletroforese da hemoglobina
INCORRETO : veja a resposta da alternativa D

Gabarito:  D

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3.19)
DISCURSIVA: (97276 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
I. Quais são as patologias que podem complicar frequentemente com síndrome hepato-renal?(0,1875 pontos)
II. Quais são os aspectos fisiopatológicos que caracterizam a síndrome hepato-renal? (0,3125 pontos)

RATING: 2.97

I. Quais são as patologias que podem complicar frequentemente com síndrome hepato-renal?(0,1875 pontos)
II. Quais são os aspectos fisiopatológicos que caracterizam a síndrome hepato-renal? (0,3125 pontos)

I. Quais são as patologias que podem complicar frequentemente com síndrome hepato-renal?
Cirrose (0,0625 p), insuficiência hepática (0,0625 p) e hipertensão portal. (0,0625 p)

II. Quais são os aspectos fisiopatológicos que caracterizam a síndrome hepato-renal?
Caracteriza-se por vasoconstrição renal (0,0625 p), redução da perfusão renal (0,0625 p) com baixa taxa de filtração glomerular (TFG) (0,0625 p) e intensa redução da capacidade renal de excretar sódio e água livre (0,0625 p), na ausência de lesões histológicas renais significativas (0,0625 p).

FONTE:
Carlos Antônio Rodrigues Terra Filho - Professor Associado da Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro - Síndrome hepatorrenal

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.97)

CASO CLINICO: (103492 votos)..........99.33% dos casos clinicos receberam votos.
Criança de 19 meses, sexo feminino, no segundo dia de febre, progressivamente mais elevada e difícil de ceder aos antipiréticos, e tosse seca, também com agravamento progressivo.
Era previamente saudável, pais não fumadores e sem contexto de doença na família. Não frequentava creche.
Na admissão apresentava dificuldade respiratória obstrutiva alta moderada, com estridor inspiratório, objectivando-se saturação de oxigênio transcutânea (Sat O2) de 90%. Realizou aerossol com 5 ml adrenalina (1:1000) e dexametasona v. o. 0,15 mg/Kg. Ficou internada para observação. Manteve terapêutica com adrenalina em aerossol.
A dificuldade respiratória agravou-se progressivamente, com tiragem global, sudorese e necessidade crescente de oxigênio suplementar (4 l/min) para manutenção de Sat O2 > 90%. Após 12 horas de internamento, apresentava sudorese, palidez, prostração e esforço respiratório crescente. Da avaliação analítica destacava-se hemoglobina 10,7 g/dl, leucócitos 16500/μl, neutrófilos 14600/μl, linfócitos 1100/μl, plaquetas 305500/μl, e proteína C-reativa 52,4 mg/l.
1) O que indica falta da resposta á adrenalina e cortisônicos?
2) Qual é o próximo passo terapêutico imperativo?
3) Diagnostico provável com justificativas?


RATING: 3

1) Falta de resposta á nebulização com adrenalina em caso de estridor levanta a suspeita de duas patologias. As duas entidades clinicas pediátricas cuja resposta á nebulização com adrenalina é ausente são a epiglotite aguda e a traqueite bacteriana aguda. (0,2 p)
2) Perante o agravamento clínico, tem somente a alternativa da intubação endotraqueal, na observação direta podendo ver edema discreto da epiglote, cordas vocais fechadas e com fenda diminuida. Vai ser necessário o uso de tubo endotraqueal e aspiração das secreções, eventualmente procedendo depois à ventilação mecânica. (0,2 p)
3) A criança apresentava obstrução respiratória alta de agravamento súbito, não respondia à adrenalina em aerossol, febre alta. Estes achados sugerem traqueíte bacteriana. (0,1 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3)

 

1450 USUARIOS INSCRITOS

296 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

726 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
8563 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

2091 DE CLINICA, 3763 DE PEDIATRIA, 1357 DE CIRURGIA, 364 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 738 DE SAUDE PUBLICA
124 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 150 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2021.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.