"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:

NÃO SOU CADASTRADO                                                         NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO
usuario: senha:

A VITÓRIA É SOMENTE SUA...
                   O CAMINHO É NOSSO!

OBJETIVA: (507646 votos)..........97.69% das questões objetivas receberam votos.
Uma criança de dois anos de idade, previamente hígida, foi levada ao pronto‐socorro com história de febre diária, elevada, há seis dias, acompanhada de aparecimento de tumoração na região cervical direita. A mãe referiu que, no segundo dia da febre, notara os olhos da criança vermelhos e lacrimejando, mas que logo melhoraram. Ao exame clínico, a criança se encontrava febril, irritada, com presença de um rash eritematoso, generalizado, com acentuação na virilha. Os lábios estavam rachados e com intensa hiperemia e as mãos e os pés estavam edemaciados e eritematosos. Exames mostram hemoglobina 9,5 g%, leucócitos 18.500, com 80% de neutrófilos, plaquetas de 400.000, PCR 10 mg%, VHS 85 mm/h, TGP 120 e albumina 2,5 g%. A suspeita diagnóstica era de doença de Kawasaki. Com base nesse caso hipotético, assinale a alternativa correta.
A. Apesar do tratamento imediato com imunoglobulina endovenosa e AAS, cerca de 20% dos pacientes tratados desenvolvem aneurismas coronarianos
B. Além da lesão coronariana, a cardite da doença de Kawasaki pode acometer o miocárdio, o pericárdio e o endocárdio
C. O pico de incidência da doença de Kawasaki ocorre em crianças de dois a cinco anos de idade, faixa etária em que se observa mais de 75% dos casos da doença
D. Aproximadamente 40% das crianças tratadas apresentam resistência ao tratamento, com manutenção da febre após 36 horas da infusão da imunoglobulina
E. O tratamento de escolha do Kawasaki consiste no uso de imunoglobulina endovenosa associada à pulsoterapia com metilprednisolona.

  RATING: 2

Uma criança de dois anos de idade, previamente hígida, foi levada ao pronto‐socorro com história de febre diária, elevada, há seis dias, acompanhada de aparecimento de tumoração na região cervical direita. A mãe referiu que, no segundo dia da febre, notara os olhos da criança vermelhos e lacrimejando, mas que logo melhoraram. Ao exame clínico, a criança se encontrava febril, irritada, com presença de um rash eritematoso, generalizado, com acentuação na virilha. Os lábios estavam rachados e com intensa hiperemia e as mãos e os pés estavam edemaciados e eritematosos. Exames mostram hemoglobina 9,5 g%, leucócitos 18.500, com 80% de neutrófilos, plaquetas de 400.000, PCR 10 mg%, VHS 85 mm/h, TGP 120 e albumina 2,5 g%. A suspeita diagnóstica era de doença de Kawasaki. Com base nesse caso hipotético, assinale a alternativa correta.

A. Apesar do tratamento imediato com imunoglobulina endovenosa e AAS, cerca de 20% dos pacientes tratados desenvolvem aneurismas coronarianos
INCORRETO: O início do tratamento com imunoglobulina humana i. v. nos primeiros 10 dias altera a história natural da doença.
B. Além da lesão coronariana, a cardite da doença de Kawasaki pode acometer o miocárdio, o pericárdio e o endocárdio
CORRETO : As metaloproteinases de matriz (MMP) são endopeptidases zincodependentes produzidas pelas células musculares lisas da parede arterial durante resposta inflamatória envolvidas na degradação de matriz extracelular como as fibras de colágeno e elásticas. Essas enzimas são e sofrem up-regulation pelo fator de necrose tumoral alfa. Estudos evidenciam que a MMP-9 está relacionada ao dano vascular coronariano, endocardico e pericardico.
C. O pico de incidência da doença de Kawasaki ocorre em crianças de dois a cinco anos de idade, faixa etária em que se observa mais de 75% dos casos da doença
INCORRETO : A doença de Kawasaki é uma vasculite febril aguda da infância, e substituiu a febre reumática aguda como a principal causa de doença cardíaca adquirida em crianças nos Estados Unidos e Japão. Ela atinge todas as faixas etárias pediátricas, ainda que em 85% dos casos crianças com menos de cinco anos.
D. Aproximadamente 40% das crianças tratadas apresentam resistência ao tratamento, com manutenção da febre após 36 horas da infusão da imunoglobulina
INCORRETO : O principal medicamento na doença de Kawasaki: imunoglobulina intravenosa, preferencialmente nos primeiros sete a 10 dias da doença. Após o oitavo dia de doença, reduz as chances de sucesso terapêutico. Beneficios:
a) diminuir a prevalência de anormalidades das artérias coronárias
b) abreviar a duração dos sintomas clínicos
c) normalizar mais rapidamente as proteínas inflamatórias de fase aguda - mas não a velocidade de hemossedimentação (VHS)
d) melhorar a função miocárdica.

E. O tratamento de escolha do Kawasaki consiste no uso de imunoglobulina endovenosa associada à pulsoterapia com metilprednisolona.
INCORRETO : Os corticosteróides têm sido usados nos casos em que os pacientes não responderam ao tratamento inicial com imunoglobulina humana intravenosa mais aspirina. Os resultados após uso de corticóides são controversos.

Gabarito:  B

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2)
DISCURSIVA: (99470 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
A doença falciforme representa a enfermidade hereditária mais prevalente no mundo (um caso novo da doença para cada 700 nascidos vivos). Relacionado á isso, responda ás seguintes perguntas:
1) Qual é o modelo de paciente com anemia falciforme? (0,1 p)
2) O que que é o traço falcemico? (0,2 p) 
3) Que tipo de hemoglobina apresenta um eritrócito em foice e qual é a mutação correspondente? (0,2 p)

RATING: 2.99

A doença falciforme representa a enfermidade hereditária mais prevalente no mundo (um caso novo da doença para cada 700 nascidos vivos). Relacionado á isso, responda ás seguintes perguntas:
1) Qual é o modelo de paciente com anemia falciforme? (0,1 p)
2) O que que é o traço falcemico? (0,2 p) 
3) Que tipo de hemoglobina apresenta um eritrócito em foice e qual é a mutação correspondente? (0,2 p)

1) O estereótipo do paciente falcêmico é o indivíduo negro que apresenta anemia hemolítica crônica, hipodesenvolvimento e sofrendo várias crises álgicas por ano. (0,10 p)
2) A Anemia Falciforme não deve ser confundida com o traço falciforme. Traço falciforme significa que a pessoa é tão somente portadora da doença, com vida social normal. Constitui o traço falcêmico = heterozigose da hemoglobina S com a hemoglobina A - tem fenótipo semelhante ao normal - não está enquadrado dentro do grupo das doenças falciformes (0,2 p)<
3) A mutação genética, responsável pela formação da hemoglobina S, resulta da troca da valina por ácido glutàmico na posição 6 da cadeia da globina β. Essa mudança resulta no aparecimento da hemoglobina S que tem a propriedade de formar polímeros quando deso-xigenada. Dentro dos vasos sangüíneos, esses polímeros causam oclusão vascular. (0,2 p)

FONTE:
MISODOR - ANEMIA FALCIFORME

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.99)

CASO CLINICO: (106934 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
O aluno A. A. V., hoje com quatros anos de idade, está matriculado no Pré I, na Escola Municipal. Nasceu de uma cesariana, com tempo normal de gravidez nove meses. Depois do nascimento a sua mãe nunca percebeu nada de diferente com o seu filho, sempre vendo-o como uma criança normal e saudável.
Depois de um ano ela percebeu que as outras crianças da mesma idade eram diferentes. Com um ano e seis meses L. F. bateu muito forte a boca na bicicleta ao andar com sua mãe, cortou a boca, e por isso a única palavra ('eu') que pronunciava não pronunciou mais.
Mãe observou, no mesmo período que a criança não respondia mais ao ser chamada pelo nome, não mostrava atenção alguma quando apontava para algo.
Começou a andar com um ano e três meses.
1) Qual é a principal suspeita diagnostica? 0,25 pontos
2) É adequado a aplicação do teste de triagem para essa suspeita? Indiquem um. 0,25 pontos


RATING: 3.05

1) Qual é a principal suspeita diagnostica?
Transtorno de espectro autista. (0,25 p)
DISCUSSÃO: O termo 'transtorno do espectro do autismo' (TEA) descreve um grupo heterogêneo de desordens do desenvolvimento neurológico que têm etiologias diversas, mas são caracterizadas por prejuízos na interação social recíproca, comunicação social e comportamento (especificamente, padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses e atividades).
O autismo é um transtorno de desenvolvimento neurológico que representa um grande desafio hoje, tanto para o medico de família quanto para o pediatra. O núcleo desse transtorno é integrado principalmente pelas dificuldades de comunicação e interação social do paciente e pela presença de comportamentos e/ou interesses repetitivos ou restritos.

2) É adequado a aplicação do teste de triagem para essa suspeita? Indiquem um.
Sim, está na idade certa (16-30 meses). (0,125 p) O teste indicado pela Sociedade Brasileira de Pediatria é o M-CHAT R/F. (0,125 p)
DISCUSSÃO: Modified Checklist for Autism in Toddlers, Revised with Follow-Up. Validada através do estudo realizado em mais de 16.000 crianças entre 18 e 24 meses. O Questionário Modificado para Triagem do Autismo em Crianças entre 16 e 30 meses, revisado, com Entrevista de Seguimento (M-CHAT-R/F) é o instrumento recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria.
M-CHAT-R/F é um teste de triagem e não de diagnóstico, é exclusivo para sinais precoces de autismo e não para uma análise global do neurodesenvolvimento, tem dois estágios (melhora a sensibilidade e a especificidade), avaliando o risco de TEA em crianças entre 16 e 30 meses de idade.

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3.05)

 

1461 USUARIOS INSCRITOS

297 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

726 RECADOS DOS VISITANTES

NOSSO BANCO DE PROVAS TEM:
8736 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:

2170 DE CLINICA, 3828 DE PEDIATRIA, 1372 DE CIRURGIA, 371 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 745 DE SAUDE PUBLICA
125 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 150 CASOS CLINICOS

Todos os direitos reservados. 2021.
O site misodor.com está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site misodor são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.