M  I  S  O  D  O  R

PLATAFORMA DE ESTUDO E TREINAMENTO PARA PROVAS DE MEDICINA
EXCELENTE PARA TREINAR PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA MÉDICO
(BIBLIOGRAFIA E SIMULADOR INTELIGENTE DE PROVA!)
                  


"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DOS NOSSOS CAMPEÕES CLICANDO AQUI

CLIQUE E ESTUDE AGORA MESMO!!
A ANATOMIA E FISIOLOGIA DO INTESTINO DELGADO (ÁREA DE CIRURGIA)


O intestino delgado é uma maravilha de complexidade e eficiênca. A sua função básica é a digestão e a absorção dos componentes dietéticos, uma vez que eles tenham deixado o estômago. Este processo depende de diversos fatores estruturais, fisiológicos, endócrinos e químicos. As secreções exócrinas provenientes do fígado e do pâncreas possibilitam a digestão de alimentos. A área superficial aumentada da mucosa do intestino delgado, então, absorve estes nutrientes.

Além da sua função na digestão e na absorção, o intestino delgado é o maior órgão endócrino no corpo e é um dos mais importantes órgãos da função imune. Dado este papel essencial e à sua complexidade, é de se surpreender que as doenças do intestino delgado não sejam mais freqüentes. Neste capítulo, a anatomia e a fisiologia normais do intestino delgado são descritas, assim como os processos patológicos que envolvem o intestino delgado, o que inclui a obstrução, as doenças inflamatórias, as neoplasias, a doença diverticular e outros problemas diversos.

usuario: senha:



ME CADASTRE  !
                              NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO

OPÁ! DESAFÍO!


FAÇA O LOGIN, ACERTE 8 DE 10 QUESTÕES DE MULTIPLA ESCOLHA
E DESBLOQUEIE SEU TICKET GRATÚITO DE 7 DIAS!
OBJETIVA: (653407 votos)..........83.47% das questões objetivas receberam votos.
Paciente que voltou dum safári que tinha feito na Tanzânia é diagnosticada com malária por Plasmodium falcíparum após retornar.
A parasitemia é de 6%, o hematócrito de 21%, o nível de bilirrubina, de 7,8 mg/dl, e a creatinina, de 2,7 mg/dL. Tem um débito urinário de 60 mL/hora.
Rapidamente a paciente se torna obnubilada. A terapia intensiva é iniciada com verificação frequente da creatinina, monitoramento rigoroso da hipoglicemia, infusão de fenobarbital para a prevenção das crises convulsivas, ventilação mecânica para proteção das vias respiratórias e exsanguineo transfusão para controlar a parasitemia.
Qual dos seguintes esquema sé recomendado como tratamento de primeira linha para a malária dessa paciente?
A. Cloroquina
B. Artesunato intravenoso
C. Quinina intravenosa
D. Quinidina intravenosa
E. Mefloquina

  RATING: 1.73

Paciente que voltou dum safári que tinha feito na Tanzânia é diagnosticada com malária por Plasmodium falcíparum após retornar.
A parasitemia é de 6%, o hematócrito de 21%, o nível de bilirrubina, de 7,8 mg/dl, e a creatinina, de 2,7 mg/dL. Tem um débito urinário de 60 mL/hora.
Rapidamente a paciente se torna obnubilada. A terapia intensiva é iniciada com verificação frequente da creatinina, monitoramento rigoroso da hipoglicemia, infusão de fenobarbital para a prevenção das crises convulsivas, ventilação mecânica para proteção das vias respiratórias e exsanguineo transfusão para controlar a parasitemia.
Qual dos seguintes esquema sé recomendado como tratamento de primeira linha para a malária dessa paciente?

A. Cloroquina
INCORRETO: A cloroquina é efetiva apenas para a infecção por Plasmodium vivax e por Plasmodium ovale e Plasmodium falcíparum em certos focos do Oriente Médio e do Caribe, onde ainda não houve desenvolvimento de resistência.
B. Artesunato intravenoso
CORRETO : Na atualidade, os esquemas que contêm artemisinina são recomendados pela Organização Mundial da Saúde como agentes de primeira linha para a malária por Plasmodium falcíparum. Na malária grave por P. falcíparum, o artesunato intravenoso (IV) reduziu a taxa de mortalidade em 35%, em comparação com o quinina IV. O arteméter e a artemotila são administrados por via intramuscular e não são tão efetivos quanto o artesunato.
C. Quinina intravenosa
INCORRETO : A quinidina ou o quinino são usados como escolha necessária. O quinino intravenoso é tão efetivo quanto a quinidina IV e mais seguro. O quinino provoca menos arritmias e hipotensão com infusão do que a quinidina
D. Quinidina intravenosa
INCORRETO : veja o comentario da alternativa indicada pelo gabarito correto
E. Mefloquina
INCORRETO : A mefloquina só está disponível em formulação oral. É mais comumente usada “como agente profilático, mas também é administrada no tratamento da malária resistente a múltiplos fármacos.

Gabarito:  C

AVALIE ESSA QUESTÃO: (1.73)

DISCURSIVA: (135285 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
I) Quais são as categorias da classificação funcional da anemia?(0,15 pontos)
II) Qual é a composição dos corpúsculos de Howell-Jolly? Que patologias eles podem sugerir?(0,20 pontos)
III) Enumeram os elementos essenciais da eritropoiese.(0,15 pontos)

RATING: 2.94

I) Quais são as categorias da classificação funcional da anemia?(0,15 pontos)
II) Qual é a composição dos corpúsculos de Howell-Jolly? Que patologias eles podem sugerir?(0,20 pontos)
III) Enumeram os elementos essenciais da eritropoiese.(0,15 pontos)

I) Quais são as categorias da classificação funcional da anemia?
RESPOSTA: A classificação funcional da anemia tem três categorias principais:
(1) defeitos na produção medular (hipoproliferação)(0,05 p)
(2) defeitos na maturação dos eritrócitos (eritropoiese ineficaz)(0,05 p)
(3) diminuição da sobrevida dos eritrócitos (perda de sangue/hemólise).(0,05 p)

II) Qual é a composição dos corpúsculos de Howell-Jolly? Que patologias eles podem sugerir?
RESPOSTA: Os corpúsculos de Howell-Jolly são remanescentes de material nuclear presentes no interior dos eritrócitos.(0,05 p)
Aparecem no sangue periférico após esplenectomia (0,05 p) ou em situações de hipoesplenismo (0,05 p) ou asplenia funcional, por exemplo, nas doenças falciformes.(0,05 p)

III) Enumeram os elementos essenciais da eritropoiese
RESPOSTA:
(1) produção de EPO (0,0375 p)
(2) disponibilidade de ferro (0,0375 p)
(3) capacidade de proliferação da medula óssea (0,0375 p)
(4) maturação efetiva dos precursores eritroides (0,0375 p)

FONTE:
Hematologia e oncologia de Harrison [recurso eletrônico] / Organizador, Dan L. Longo; Equipe de tradução do Medicina Interna de Harrison 18. ed.: Adernar Valadares Fonseca ... [et al.]; [Equipe de revisão técnica do Medicina Interna de Harrison 18. ed.: Almir Lourenço da Fonseca ... et al.]. - 2. ed. - Dados eletrônicos. - Porto Alegre: AMGH, 2015.

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.94)

CASO CLINICO: (150861 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Um Sr. de 68a, natural e procedente de Petrolina-PE, procura o serviço médico por dificuldade para deglutir há 3 anos. Inicialmente com alimentos sólidos, agora também tem dificuldades na ingestão de líquidos. A noite, nota alimentos deglutidos no jantar refluírem à boca. Teve um episódio de pneumonia há quatro meses. Refere perda de 8kg no período. Ex-tabagista, agricultor aposentado, portador de hipertensão arterial leve controlada com diuréticos, nega internações e intervenções cirúrgicas prévias.
1) Qual seria a primeira suspeita diagnóstica? - 0,1 pontos
2) Dos exames abaixo, quel é o MENOS util para o diagnóstico? - 0,1 pontos

a) Radiografia contrastada do esôfago
b) Endoscopia digestiva alta
c) Manometria esofágica
d) pHmetria esofágica
e) Tomografia computadorizada do tórax

3) O paciente realizou o exame abaixo. Quais são os achados radiológicos? - 0,3 pontos




RATING: 2.99

1) Qual seria a primeira suspeita diagnóstica?
Megaesôfago chagásico.(0,1 p)
DISCUSSÃO: O principal sintoma que o paciente apresenta é a disfagia. Dentre as principais causas de disfagia, poderíamos citar:

  • neoplasias malignas
  • megaesôfago
  • estenoses pépticas

Como causas mais raras, haveriam

  • os tumores benignos
  • outras doenças motoras
  • Síndrome de Plummer-Vinson
  • a disfagia lusória

Associadamente, o paciente tem regurgitação, história sugestiva de broncoaspiração e perda lenta de peso. Não há história prévia de sintomas pépticos que indique DRGE grave, nem perda acentuada de peso ou hemorragia que sugiram a neoplasia como principais hipóteses.
Assim, pelo caráter lento de aparecimento e pela procedência do paciente, o mais provável é que haja megaesôfago chagásico.
2) Dos exames abaixo, qual é o MENOS útil para o diagnóstico? (0,1 p)
A ph-metria (variante D)
DISCUSSÃO: Os primeiros exames a serem solicitados na suspeita de disfagia são a radiografia contrastada de esôfago e a endoscopia digestiva alta, geralmente nesta ordem.

  • A primeira nos dá uma correta idéia da forma do esôfago, da presença de alterações anatômicas, do esvaziamento do contraste, sendo útil em todas os casos de disfagia.
  • A segunda tem papel primordial nas estenoses orgânicas, em que o exame anátomo-patológico é obrigatório, além de ser o que melhor avalia a mucosa esofágica.
  • A manometria esofágica é o exame que confirma as alterações funcionais motoras do esôfago, tendo achados característicos para cada uma das doenças, incluindo o megaesôfago.
  • A tomografia computadorizada é útil para o estadiamento das neoplasias, identificação de massas esofágicas e para-esofágicas, nem sempre visualizadas por outros métodos.
  • A ph-metria é utilizada para o estudo do refluxo gastroesofágico e, mesmo nos casos de disfagia por estenose péptica, não é capaz de trazer nenhuma informação objetiva acerca da causa da disfagia ou da presença de estenose.
3) Quais são os achados radiológicos?
O esofagograma mostra achados sugestivos de megaesôfago (0,05 p), como dilatação esofágica (0,05 p), presença de resíduos alimentares (0,05 p), nível hidroaéreo no esôfago (0,05 p), ausência de bulha gástrica (0,05 p) e presença de ondas terciárias na porção inferior à esquerda do esôfago. (0,05 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (2.99)


2322 USUARIOS INSCRITOS
753 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES

260 TENTATIVAS, 0 CONTESTAÇÕES

739 RECADOS DOS VISITANTES


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM: 11836 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE:
3365 DE CLINICA,
4267 DE PEDIATRIA,
1962 DE CIRURGIA,
1222 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA,
770 DE SAUDE PUBLICA

141 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 166 CASOS CLINICOS

 Contato: e-mail misodor@yahoo.com ou whatsapp 16 99794-3689  


A VITÓRIA É SOMENTE SUA! O CAMINHO É SEMPRE O NOSSO!

Todos os direitos reservados. 2024.
O site misodor.com.br está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site MISODOR são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.