"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:
MAUS TRATOS E ABUSO INFANTIL

As denúncias de abuso contra a criança têm sido frequentes e configuram grave problema de saúde pública. O tema é desconfortável para muitos médicos, seja pelo treinamento insuficiente, seja pelo desconhecimento das dimensões do problema. Uma das formas mais comuns de violência contra a criança é o abuso físico. Como órgão mais exposto e extenso, a pele é o alvo mais sujeito aos maus-tratos. Equimoses e queimaduras são os sinais mais visíveis.

A violência contra crianças e adolescentes envolve qualquer ato ou omissão que prejudique seu desenvolvimento.

usuario: senha:

ME CADASTRE  !                                       NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO

URGENTE, PROCURAM-SE PATROCINADORES

A plataforma misodor.com.br está organizando a primeira competição nacional de simulados online
"ESTUDAR PARA GANHAR"
Basicamente, trata-se de recompensar mensalmente, em dinheiro, livros de medicina ou artigos de uso médico os assinantes com as pontuações mais altas realizadas através dos simulados.
Aceitamos qualquer tipo de empresa legalmente constituida

CONTATO E DETALHES PELO E-MAIL:
misodor@yahoo.com

OBJETIVA: (529493 votos)..........96.47% das questões objetivas receberam votos.
No exame sorologico da infecção com virus Epstein Barr titulos altos de anticorpos anti-EAD podem ser correlados com:
A. carcinoma de tireoide
B. carcinoma de nasofaringe
C. linfoma Hodgkin
D. linfoma não Hodgkin
E. mieloma múltiplo

  RATING: 3

 

No exame sorologico da infecção com virus Epstein Barr titulos altos de anticorpos anti-EAD podem ser correlados com:

A. carcinoma de tireoide
INCORRETO: veja a resposta da alternativa B
B. carcinoma de nasofaringe
CORRETO : Os anticorpos para o componente de coloração difusa do EA, o EA-D, são encontrados transitoriamente em 80% dos pacientes durante a fase aguda da mononucleose infecciosa e atinge títulos altos em pacientes com carcinoma de nasofaringe.
C. linfoma Hodgkin
INCORRETO : veja a resposta da alternativa B
D. linfoma não Hodgkin
INCORRETO : veja a resposta da alternativa B
E. mieloma múltiplo
INCORRETO : veja a resposta da alternativa B

Gabarito:  B

AVALIE ESSA QUESTÃO: (3)

DISCURSIVA: (102622 votos) ..........100% das questões discursivas receberam votos.
(I) Qual é a melhor estratégia para garantir tratamento contínuo desde o evento até a reabilitação em caso de traumatismo/politraumatismo grave? (0,1875 pontos)
(II) Qual a definição correta do acidente?(0,3125 pontos)


RATING: 2.95

 

(I) Qual é a melhor estratégia para garantir tratamento contínuo desde o evento até a reabilitação em caso de traumatismo/politraumatismo grave? (0,1875 pontos)
(II) Qual a definição correta do acidente?(0,3125 pontos)

(I) São de importância vital para a redução da morbidade e mortalidade, representando a melhor forma de oferecer tratamento contínuo desde o evento até a reabilitação:
  • a regionalização do atendimento médico (0,0625 p)
  • a hierarquização do atendimento médico (0,0625 p)
  • criação de Centros de Trauma (0,0625 p)
(II) Acidente = evento não intencional (0,0625 p) e evitável (0,0625 p), causador de todos os tipos de lesões (0,0625 p) no ambiente doméstico (0,0625 p) ou nos outros espaços sociais como trabalho (0,0125 p), trânsito (0,0125 p), escola (0,0125 p), esportes (0,0125 p) e lazer (0,0125 p).

FONTE:
ABORDAGEM DO PACIENTE PEDIÁTRICO POLITRAUMATIZADO

AVALIE ESSA QUESTÃO: (2.95)

CASO CLINICO: (114351 votos)..........100% dos casos clinicos receberam votos.
Gestante IIG IP de 27 semanas e 4 dias se apresenta no seu plantão, relatando dores pélvicas difusas faz 3 dias. No toque, apresenta o colo apagado e dilatação de 3,5 cm. Nega perda de liquido. Sem febre nas últimas 48 horas. Fez somente 3 consultas pré-natais. PA 90/60 mmHg, FC 86/min, BCF 133/min, MF presentes.
Pergunta-se:

  1. Qual é a estratégia utilizada para evitar a síndrome de dificuldade respiratória tipo I, neste caso? (0,25 pontos);
  2. Qual será o protocolo mais apropriado a ser utilizado para esse prematuro? ? (0,25 pontos);



RATING: 3.78

1) Qual é a estratégia utilizada para evitar a síndrome de dificuldade respiratória tipo I, neste caso?

Transferência da grávida para centro de gestação de alto risco, por conta de risco elevado de parto prematuro (0,0625 p);
Evitar ou atrasar o parto prematuro, sempre que possível (terapêutica tocolítica) (0,0625 p);
Indução maturativa de 1ª linha:

  • Betametasona 12 mg im 24/24 h (2 administrações) (0,0625 p);
  • Dexametasona 6 mg im 12/12 h (4 administrações) (0,0625 p);

2) Qual será o protocolo mais apropriado a ser utilizado para esse prematuro?

  • Atrasar a clampagem do cordão umbilical 30-45 segundos com o RN abaixo do nível da placenta para promover a transfusão de sangue placentar para o RN e melhorar a entrega de O2 aos tecidos; . (0,05 p)
  • Estabilizar o RN sob calor radiante para prevenir a perda de calor . (0,05 p)
  • IG < 28 semanas: não secar (secar apenas a cabeça) e colocar de imediato dentro de um saco de polietileno; . (0,05 p)
  • Reanimação neonatal, se precisar . (0,05 p)
  • Entubação e administração de surfatante na sala de parto (primeiros 15 minutos de vida aos que não tenham realizado indução maturativa fetal ou que necessitem de entubação traqueal para reanimação/estabilização. (0,05 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (3.78)


1455 USUARIOS INSCRITOS
302 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES
726 RECADOS DOS VISITANTES

 


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM: 8968 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE: 2258 DE CLINICA, 3881 DE PEDIATRIA, 1393 DE CIRURGIA, 434 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 752 DE SAUDE PUBLICA 129 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 150 CASOS CLINICOS

 


Todos os direitos reservados. 2022.
O site misodor.com.br está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site MISODOR são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.